ENTIDADES LANÇAM III SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE FRUTICULTURA

 

Com o tema: Uso de ferramentas de precisão para aumento da produtividade e qualidade na produção de maçãs, evento acontece nos dias 18, 19 e 20 de maio de 2016, na Casa do Povo em Vacaria.

A Agapomi em conjunto com Mussatto Consultoria Rural, Proterra Engenharia Agronômica e Embrapa Uva e Vinho – Estação Experimental de Fruticultura de Clima Temperado realizam a apresentação do programa do III Seminário Internacional de Fruticultura na próxima quinta-feira, 25/02 a partir das 19h, na Galeteria Bortoluz.

Fabiano Mussatto, Vice-Presidente da Associação Gaúcha de Produtores de Maçã – Agapomi, afirma: “Antigamente, na época dos nossos pais, o estudo significava para as pessoas do campo uma oportunidade de “sair da roça”, era comum o conselho dos mais velhos. Se você quer sair da roça tem de estudar. Este conselho mudou. Se quisermos nos manter na roça é melhor estudarmos, Se você quiser se manter na produção tem de estudar. E é o que diremos aos nossos filhos, provavelmente que se quiserem continuar nossa atividade, porque é melhor serem especialistas, uma formação superior ou um curso técnico não será suficiente” – avalia.

A fruticultura hoje é uma indústria a céu aberto, a quantidade de recurso financeiro e técnico empregado não perde para o setor industrial, com alguns agravantes, fatores que não é possível controlar, visto que aos quais, os que se adaptam, mais rapidamente tendem a prosperar.

Mussatto acredita que “chegamos a um nível de investimento que a lucratividade não está mais somente no controle de custos, parafraseando Dr. Oscar Carrasco Rodrigues (palestrante confirmado para a primeira tarde do III Seminário), para aumentar a margem em U$ 1mil/ha é mais fácil obter este retorno investindo U$ 10mil/ha que cortando os custos de produção, ou seja, não temos mais onde cortar”.

O vice-presidente da Agapomi diz ainda que “hoje em dia circulando pelos pomares brasileiros observamos muitas iniciativas de mecanização, uso de plataformas, aproveitamento melhor de máquinas – coisas que aconteceram sobre a influência do I Seminário em que o enfoque era mecanização. Se observarmos mais um pouco vemos que não é discutida mais a importância de arqueamento, temos a compreensão de sua necessidade, da densidade de plantas, dos redutores de crescimento, da otimização da adubação, influência do II Seminário cujo enfoque era Condução e Nutrição. Somos um setor carente de informação, mas quando temos acesso a ela, aprendemos rápido, e nesse segmento, a fruticultura não perdoa”.

 

PROGRAMAÇÃO PROPOSTA PARA O EVENTO

Dia 18/05 – Quarta-feira

13h30min –  Pré Abertura – Eng. Agrônomo Elvio Rossi – Diretor da Proterra Consultoria Agronomica

Painel 1 – Evolução da Fruticultura Brasileira, Debatedores Ernani Polo (Secretario Estadual da Agricultua – RS), Moacir Sopelsa (Secretário Estadual da Agricultura – SC), Pierre Nicolas Peres (Presidente ABPM) e Luis Roberto Bercelos (ABRAFRUTAS), Eng. Agr. André Werner (Agropecuária Schio)

14h30min – Fruticultura do Século XXI e seus desafios – Uma visão global das dificuldades e oportunidades que encontraremos – Dr. Oscar Carrasco Rodrigues, Universidade do Chile.

15h30min – Intervalo

16h – Uma visão Empreendedora Norte Americana sobre a Fruticultura do Futuro, Um case de Sucesso em Nova Iorque, Dr Rod Farrow, Lamount Fruit Farm, N.Y., USA.

18h30min – Abertura Oficial – Autoridades

19h20min – Uma visão do Agronegócio no Mundo e no Brasil – Dr. Roberto Rodrigues

Agapomi, Proterra Engenharia Agronômica & Mussatto Consultoria Rural

20h30min – Coquetel e degustação de vinhos dos Campos de Cima da Serra

 

Dia 19/05 – Quinta-Feira

Painel 2 – Melhoramento Genético, Moderadores Paulo Ricardo Dias de Oliveira (Embrapa Uva e Vinho) e Marcus Vinicius Kvitschal (Epagri-SC).

8h30h – Estratégias e tendências do melhoramento genético, uma visão mundial – Dra. Susan Brow – Cornell University

9h35min – Panorama da produção de maçãs no México e novas variedades em plantio – Dr. Carlos Chavez

10h40min – Intervalo

11h – O desafio das mudanças climáticas para a fruticultura de clima temperado – DR Michel Blanke, Universidade de Bonn, Alemanha.

12h – Discussão

12h30min – Almoço

Painel 3 – Fisiologia e Nutrição de Macieiras, Moderador Luis Carlos Argenta – Epagri SC

14h – Formação de Frutos, cutícula e cera, fatores associados ao russeting e sua prevenção – Dr Moritz Knoche

15h – Fitorreguladores e o incremento na qualidade e produtividade – Dr. Steve McArney – Valent Biosciences

16h – Intervalo

16h30min – Determinação de Matéria Seca par a avaliação de capacidade de armazenagem de maçãs – Dr Stuart Tustin, Plantandfood Co, Nova Zelandia.

17h30min – Discussão com todos os palestrantes

20h – Jantar de Confraternização

 

Dia 20/05 – Sexta-feira

Painel 4 – Cobertura de Pomares e fisiologia aplicada – Moderadores Celso Zancan (Rasip) e José Luiz Petri (Epagri – SC)

8h30min – Comportamento de macieiras sob diferentes tipos de telas de proteção – Dr. Michael Blanke, Universidade de Bonn, Alemanha.

9h35min – Novos sistemas de produção para macieiras visando reduzir o vigor e facilitar os tratos culturais. Dr. Alberto Dorigoni, Instituto Agrario de San Michele – Itália.

10h40min – Intervalo

11h10min – Como aumentar a interceptação de luz e auferir ganhos de produtividade e qualidade em pomares de maçã, Dr. Stuart Tustin, Plantandfood Co, Nova Zelândia

12h20min – Discussão

12h50min – Encerramento e Almoço

* Algumas palestras ainda não estão confirmadas.

Inscrições acesse http://www.fruticultura.agr.br/

 

Maiores informações, com os organizadores do evento:

José Maria Rieckziegel, Fabiano Mussatto

AGAPOMI – Associação Gaúcha dos Produtores de Maçã

Fone: (54) 3232-2070 (Agapomi) – (54)9974-5387 (José Maria) – (54)9978-5296 (Fabiano)

 

Leandro Bortoluz, Rosa Maria Sanhueza

Proterra Engenharia Agronômica Ltda.

Fone: (54) 3232 1353 ou (54) 9974 0999

 

Andrea Rufato

Embrapa Uva e Vinho – Vacaria

Fone: (54)3231-8300