II Reunião Técnica sobre o Cancro Europeu

Carregando mapa ....

Data / Hora
Data(s) - 21/06/2016
Dia todo

Localização
Auditório da Uergs - Estação da Embrapa e Pomar da Frutival

Categorias


O cancro europeu é apontado como uma das principais doenças das culturas da maçã e da pera no mundo. No Brasil, havia sido erradicada em 2002, mas há cerca de quatro anos ela reapareceu e vem causando muitos prejuízos nas principais regiões produtoras. “Estamos aprendendo a lidar com o Cancro. Já sabemos que se uma área estiver com mais de 50% de plantas contaminadas não se consegue baixar a sua incidência e o custo para manter o pomar fica muito elevado”, informa Sílvio André Meirelles Alves, pesquisador da Embrapa Uva e Vinho e líder do projeto, que está sendo realizado há quatro anos, numa parceria entre a Embrapa Uva e Vinho, Embrapa Florestas, Universidade de Caxias do Sul (UCS), Proterra, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e Universidade Federal do Paraná (UFPR), com financiamento do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Alves comenta que, nas condições brasileiras, o cancro europeu tem se comportado de forma bastante agressiva trazendo prejuízos com a morte de plantas e pelo apodrecimento de frutas infectadas pelo fungo Neonectria ditissima, causador da doença. “As frutas contaminadas com o fungo ficam inviáveis para a comercialização, causando um prejuízo direto na produção da planta”, alerta.

Segundo Alves, a interação e a troca de experiências com especialistas de outros países que já vem combatendo o cancro é fundamental para o controle da praga no Brasil. “A pesquisadora Monika já está nos auxiliando no controle da doença desde que ela ressurgiu em 2012. Além de trabalhar na Nova Zelândia, ela possui pesquisas colaborativas com diversos pesquisadores da Alemanha, Inglaterra e Suécia, dentre outros países. É uma referência internacional quando o assunto é combater o cancro europeu”, avaliou.

A II Reunião Técnica sobre o Cancro Europeu contará com seminário técnico pela manhã, que irá acontecer no auditório da UERGS, e na parte da tarde os participantes poderão ver na prática os métodos de controle executados em experimentos na Estação de Fruticultura de Clima Temperado da Embrapa e no Pomar comercial da Frutival (pomar da Macena). O evento é promovido numa parceria entre Embrapa Uva e Vinho, Associação Gaúcha dos Produtores de Maçã (Agapomi) e Associação Brasileira de Produtores de Maçã (ABPM). As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo fone (54) 3455-8088.

*Embrapa Uva e Vinho